Melhor Ter Uma Reserva

Você já pensou que algumas pessoas sobrevivem melhor aos dias ruins? Como elas conseguem? Sempre penso nisso, você não? Eu penso que elas devem ter uma reserva para estes dias. E isso me faz lembrar uma parábola de Jesus, que acredito que todo mundo já ouviu falar sobre “As 10 virgens”.

Jesus utilizava da parábola para fazer uma analogia (mostrar a relação da semelhança entre coisas ou fatos) ou comparar. O que Jesus queria comparar? Jesus queria contar histórias para que nós tenhamos uma ideia do que seja o Reino de Deus. ”. Se você quiser ler sobre a “Parábola das 10 Virgens” completa e como Jesus a contou, leia o evangelho de Mateus 25. 1-13.

            Já ouvi muitas preleções em toda minha vida e, quase sempre, falando sobre as coisas futuras, porém, eu como sendo uma pessoa prática, logo comecei a pensar sobre essa parábola de uma forma diferente.

            Por que aquelas 5 mulheres, chamadas prudentes, estavam com uma reserva de azeite, enquanto as outras 5, chamadas loucas, não estavam? Será que as 5 ajuizadas foram aconselhadas e as outras não? Será que as 5 néscias viviam o “carpe diem” (viver o hoje)? A resposta, exatamente, eu não sei.

O que sabemos é que as 5 mulheres sem juízo pensaram que os seus azeites dariam conta de manter a chama acesa até a hora que o noivo chegasse, as 5 mulheres com juízo, na dúvida, sem saber ao certo o horário que o noivo chegaria, preferiu levar reservas de azeites.

            Contudo, tiro uma lição de tudo isso para mim. Eu não quero ser como as mulheres chamadas de loucas que não tinham azeite quando a crise chegou, eu quero ser como as prudentes que tinham azeite reserva para os dias ruins. Como se fossem créditos com Deus como Davi, que foi chamado um “homem segundo o coração de Deus” (Atos 13. 22), apesar de tantos erros, pecados, ele se humilhava e tinha um coração quebrantado.

            Você não sabe o que é não ter uma chupeta reserva quando teu filho estoura ou perde um exemplar? (Eu sei.) Quem não sabe o que é tão bom ter uma reserva monetária quando aparece uma doença na família? Uma reserva de alimento, quando chega aquela visita inesperada? Ou qualquer outra reserva em um outro aperto da vida?

            E por que não temos uma reserva para a vida emocional e espiritual? Por que não atentamos às essas áreas? Cada um sabe o que mais absorve a vitalidade e, também sabe o que revitaliza a tua vida emocional. E a vida espiritual você sabe o que fazer para ter uma reserva? Simples. Buscar “primeiro o reino de Deus e a sua justiça, e todas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6. 33). Orar, falando com Deus e lendo a Bíblia, Deus falando conosco.

            Tenho pensado nisso e tenho tentado, com mais afinco, fazer a minha reserva principal, a reserva espiritual, não esquecendo do meu devocional (leitura da palavra e oração). Uma sugestão, (que estou praticando com minha amiga Miria Promoceno Mirabete,) é convidar uma amiga, ou amigo a compartilhar o devocional dela (e) com você e vice-versa. Assim, cada um incentiva um ao outro nessa prática de guardarmos nossas reservas. (Aliás, esse artigo foi um dos nossos devocionais.) Compartilharmos tantas coisas, vamos compartilhar e incentivar a cada um ter suas próprias reservas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s