Considerações Sobre o Amor

Li esse poema e coloquei algumas considerações.

Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção. Pode ser a pessoa mais importante da sua vida. Nem sempre o amor da vida surge num dia de passeio ao shopping, num encontrão, a pessoa pode ser teu colega de trabalho que você o encontra todos os dias, mas um certo dia você se dá conta de que você gosta tanto da companhia dessa pessoa que nunca mais quer estar longe dela.

Se os olhares se cruzarem e neste momento houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta, pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu. O olhar… Eu acredito no olhar! Mas mesmo ele já me enganou.

     Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante e os olhos encherem d´água, neste momento perceba: existe algo mágico entre vocês. O beijo quer dizer muito sobre um casal, acredito que tem que ter a química e se não houver essa química nem no beijo… Mas é exagero essa coisa de “olhos encherem d´água”.

     Se o primeiro e o último pensamento do dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente divino: o amor. Nem sempre a pessoa que não sai da sua cabeça também pensa em você na mesma intensidade. Então antes de agradecer, tenha certeza disso, senão melhor pedir para Deus para tirar esses pensamentos da sua cabeça! E mesmo que seja amor, melhor não ser tão obsessivo, por favor, ninguém gosta ou merece isso!

     Se um dia tiver que pedir perdão um ao outro por algum motivo e em troca receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e os gestos valerem mais que mil palavras, entregue-se: vocês foram feitos um pro outro. Eu sei que carinho sempre é bom, contudo prefiro resolver as questões, os problemas e as diferenças conversando. Essas coisas mal resolvidas acumulando-se podem chegar a um nível que ninguém vai conseguir entender o porquê das mágoas acumuladas.

     Se por algum motivo você estiver triste, se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa sofrer o seu sofrimento, chorar as suas lágrimas e enxuga-la com ternura, que coisa maravilhosa: você poderá contar com ela em qualquer momento de sua vida. Isso é verdadeiro! E vale também para amigos!

     Se você conseguir em pensamento sentir o cheiro da pessoa como se ela estivesse ali do seu lado… se você achar a pessoa maravilhosamente linda, mesmo ela estando de pijamas velhos, chinelos de dedo e cabelos emaranhados… Cheiros… isso é bom, quando se deixa uma lembrança agradável… É bem que dizem que o amor é cego, mas gostaria de saber até quando, mesmo amando, achamos tudo isso “maravilhosamente” lindo?

     Se você não consegue trabalhar direito o dia todo, ansioso pelo encontro que está marcado para a noite. Se você não consegue imaginar, de maneira nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado… Ansiedade existe nos primeiros encontros sim, o novo sempre dá um medinho. Agora quanto ao futuro, isso vem com o tempo que você (deve) começar a imaginar “ um futuro sem a pessoa ao seu lado”.

     Se você tiver a certeza e que vai ver a pessoa envelhecer e, mesmo assim, tiver a convicção de que vai continuar sendo louco por ela… se você preferir morrer antes de ver a outra partindo: é o amor que chegou na sua vida. É uma dádiva. Acredito que esse tipo de pensamento não aconteça no início do amor, mas se acontecer no meio e no final da vida do casal… seria lindo mesmo!

     Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida, mas poucas amam ou encontram um amor verdadeiro, às vezes encontram e por não prestarem atenção nesses sinais, deixam o amor passar, sem deixa-lo acontecer verdadeiramente. Concordo que poucas pessoas encontram o amor verdadeiro durante a vida, mas esses não são sinais confiáveis para encontra-lo. Cada um vai ter seu “feeling” e seu “time”, acredito eu.

     É o livre-arbítrio. Por isso preste atenção nos sinais, não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: o amor. É o livre-arbítrio. Por isso (tente) equilibrar a cabeça com o coração!

Sobre o texto encontrei vários títulos e vários autores, dentre eles Carlos Drummond de Andrade, se alguém souber as respostas que procurei e não encontrei, por gentileza, deixe nos comentários. 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s