O Evangelho da Graça Continua a Escandalizar (?)

                Se um amigo te perdoa de uma dívida de um cafezinho que você tomou com ele e naquele momento estava sem carteira e ele pagou para você, talvez agradeça com um aperto de mão e um, “Valeu cara! ” Isso eu chamo de parceria. Se teu patrão não vai descontar do teu salário aquele aparelho eletrônico que você estragou derrubando aquele café, você agradece algumas dezenas de vezes, tenta ser o funcionário do mês, nem pensa em pedir aumento por um ano e reconsidera enviar currículo para alguma empresa concorrente. Isso eu chamo de favor, de um homem com posses para uma pessoa com menos posses.

                Mas se você que mora de aluguel e um desconhecido chega na tua porta, com as mãos calejadas, todo sujo e te entrega uma escritura de uma mansão em um bairro nobre da tua cidade e diz: “Eu comprei um terreno e eu mesmo construí uma casa, por isso, me desculpe, se estou com roupas sujas e mãos cheias de calos, mas eu quero te dar essa casa mobiliada e não se preocupe com nada, já passei tudo para o teu nome, é só fazer tuas malas e se mudar agora mesmo. ” O que você faria? Eu não sei o que faria, mas eu seria grata pelo resto da minha vida. Que nome poderíamos dar a esse fato? Graça. Porque graça é um favor imerecido. Um favor que você não fez nada para merecer (e talvez, não mereça mesmo!).

          E foi exatamente o que Jesus Cristo fez por nós, apesar de que muitos “evangelistas”, “pastores” e “apóstolos” (coloco entre aspas porque não os considero como tais) dizem, gritam, pregam ao contrário. O (verdadeiro) apóstolo Paulo escreveu para os cristãos que moravam em Éfeso que somos salvos Graça, com somente uma condição: ter fé. E por incrível que pareça, mesmo essa fé que temos que ter, não vem de nós, é um presente de Deus! E ele enfatiza que essa Graça, esse favor que não merecemos, não acontece pelo que fazemos, para que não nos orgulhamos e/ou ficamos nos ostentando sobre isso, afinal somos feitos por Deus, criados em Cristo Jesus para um propósito: boas obras. (1) Repito:

Tudo que vem de Deus, vem pela Graça e para a alcançarmos, não precisamos fazer nada, só precisamos ter fé.

             Escrevi tudo isso por conta de um trecho que li no livro “O Evangelho Maltrapilho” de Brennan Manning, em que me fez ponderar sobre o que estamos vendo, ouvindo e lendo sobre a distorção da verdadeira Graça que só Deus pode nos dar.

                “Os legalistas, puritanos, profetas da destruição e cruzados morais estão tendo uma sonora convulsão diante do ensino paulino da justificação pela graça mediante a fé. Eles ressentem-se da liberdade dos filhos de Deus e descartam-na como libertinagem.

                Eles não querem que o cristianismo nos ajude a nos tornarmos pessoas completas; querem que nos sintamos miseráveis debaixo do seu fardo. Eles procuram intimidar-nos, amedrontar-nos, fazer-nos trilhar em fila sua via exclusiva de retidão, e controlar em vez de libertar nossa vida.

                Seu espírito pervertido de legalismo quer mutilar o espírito humano e deixar-nos arqueados sob o peso de enormes carretéis de regras e regulamentos. A natureza notável da dedicação deles – o fanatismo é sempre impressionante – obscura o fato de que aceitaram o evangelho na teoria, mas negam-no na prática.

____Brennan Manning

Faço dele as minhas palavras.

                O Evangelho de Cristo não é o mesmo evangelho desses homens. As Boas Novas de Cristo não são as más novas desses homens. A liberdade em Cristo, não são as prisões em que esses homens levam cativos seus membros.

                Lamentavelmente.

P.S. O título que retirei de um dos capítulos, cujo trecho acima está contido, do livro “O Evangelho Maltrapilho” de Brennan Manning. É uma questão para ponderarmos: O Evangelho escandaliza?

(1) Efésios 2. 8-10

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s